Desde jovem, sempre fui um apaixonado por lidar com pessoas. A complexidade do ser humano me atrai, justamente por não ser algo linear, finito ou digital, o famoso “0 ou 1”.

Já se vão 35 anos lidando com “people” e cada vez me convenço mais que somos universos diferentes e que por sermos únicos, devemos entender a singularidade e tratar cada um de forma exclusiva……..inclusive criei uma frase para isso:

“Não existe maior injustiça que tratar pessoas completamente diferentes de maneira igual”.

Essa minha frase coloca por terra aquela outra famosa frase, conhecida como “regra de ouro”: “Trate as pessoas como gostaria de ser tratado”. Sem sombra de dúvida, é uma frase maravilhosa, empática e amigável, porém eu te pergunto: como vou tratar alguém como eu gostaria de ser tratado, se eu e você somos mundos diferentes e únicos?

Nessa minha trajetória ligada ao auto e heteroconhecimento, mais especialmente nos últimos 11 anos onde treinei milhares de pessoas, tive a certeza de que uma maioria, infelizmente não sabe o SENTIDO da sua vida, ou para citar uma palavra mais atual e que tem sido muito utilizada, não sabe o seu PROPÓSITO DE VIDA.

Mas o que é um propósito ou missão de vida? Costumo provocar os meus alunos fazendo a seguinte indagação: “Qual seria a atividade/trabalho que você faria 24 horas, 7 dias por semana, que te cansaria bastante, mas que mesmo assim você estaria radiante de felicidade e extremamente grato? O que faz o seu olho brilhar? A ideia aqui não é discutir se trabalhar tanto assim é bom ou não…..lembre-se: estamos a procura do seu propósito de vida e não falando de “work-life balance”, ou seja, o equilíbrio entre o trabalho e sua vida.

Capa do livro "Em busca de sentido", de Viktor Frankl

Quando falo ou escrevo sobre esse assunto, me vem imediatamente a mente uma obra fantástica que eu não poderia deixar de citar em um artigo cujo tema é PROPÓSITO: Em Busca de Sentido, do neuropsiquiatra austríaco Viktor Emil Frankl, fundador da terceira escola vienense de psicoterapia, a Logoterapia e Análise Existencial.

Esse livro conta a história do Viktor nos campos de concentração na 2ª Grande Guerra onde ele “testou” os próprios conceitos daquilo que foi batizado posteriormente como a Logoterapia. Mas o que é a logoterapia? Vamos primeiro a etimologia da palavra: deriva do grego: “logos (sentido) e therapéia (terapia, cuidado), em uma tradução livre seria algo como terapia do sentido da vida ou terapia existencial.

Vktor Frankl: "Quem tem um 'porquê' enfrenta qualquer 'como'."

Victor Frankl, nos legou muitas frases e a que mais gosto e que faz muito sentido para mim é a que está acima!

Qual o sentido dessa frase no meu entendimento? Penso que tem tudo a ver com aquilo que ensinamos em sala de aula………ESCOLHAS, ou seja, a forma como você encara os seus problemas, fracassos, derrotas, etc….. vai depender da sua capacidade de escolher se eles vão te afetar e como vão te afetar, mas principalmente do seu propósito. Se ele está bem estruturado e sedimentado na “rocha”, não será qualquer vendaval que irá tirar você do FOCO e dos seus OBJETIVOS. E qual o sentido dessa frase para você???

O único sentido de Viktor Frankl nos campos de concentração era SOBREVIVER, nada mais que isso! Vale lembrar que isso ocorreu ao mesmo tempo em que ele perdeu a sua família……..será que há dor maior? Depende do ponto de vista de cada um, pois os seres humanos tendem a pensar que a sua dor é sempre maior que a do seu semelhante.

Para te ajudar, se é que você ainda não tem o seu propósito de vida, elenco algumas perguntas para você refletir e escrevê-lo:

1)  Quais são as suas principais características?

2)  Atualmente existe alguma coisa que você gostaria de fazer e não está fazendo?

3)  Se sim, qual o motivo de não estar fazendo?

4)  Atualmente existe alguma coisa que você não gostaria de fazer e está fazendo?

5)  Se sim, qual o motivo de você estar fazendo?

6)  Em uma escala de 1 a 10 quanto que você se sente realizado (a) fazendo o que faz?

7)  O que você mais gosta de fazer na vida?

8)  Como que você deseja ser lembrado (a) depois da sua morte?

9)  O que você deseja que esteja escrito no seu epitáfio?

10) Por que você existe? ESCREVA O SEU PROPÓSITO!

A essa altura, depois de escrever tudo isso, você pode esar pensando: o Ronald falou tanto sobre propósito, mas qual é o propósito dele? Vamos lá:

“TRANSFORMAR PESSOAS E ORGANIZAÇÕES ATRAVÉS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO RUMO AOS SEUS OBJETIVOS E FELICIDADE!”

Espero ter provocado algumas reflexões, mas principalmente ação! Pense se há alguém que você pode ajudar sugerindo a leitura desse artigo, pois acredite, tem muita gente por aí, independentemente da idade que não sabe por que veio a esse planeta.

Eu tenho uma convicção: não viemos a turismo!

E você?

O CÉU NÃO É O LIMITE!

Qual a sua verdade nua e crua?

HÁ MUITAS MENTIRAS ESCONDIDAS COM AS ROUPAS DA VERDADE!

A importância do Feedback nas relações de trabalho

TÃO IMPORTANTE QUANTO UM LÍDER SABER DAR UM EXCELENTE FEEDBACK, É UM COLABORADOR SABER RECEBÊ-LO!

A Lei do Triunfo – Final

Olá! Bem-vinda e Bem-vindo! No último post, iniciei a minha narrativa sobre uma obra que mudou a minha vida quando a li aos 27 anos de idade e que pode mudar a sua com certeza. Já lhes passamos o conteúdo da Lei  do Triunfo de 1 a 7 e hoje temos o prazer de...

A Lei do Triunfo I

O que falta para que eu seja uma pessoa feliz e de sucesso?

O Sacrifício é Temporário, porém, o Resultado é Permanente

As pessoas querem obter resultados melhores em suas vidas pessoais e profissionais sem fazerem grandes sacrifícios.

Saúde Mental – Como o Líder Pode Ajudar Seus Colaboradores Nesse Desafio?

Saúde Mental. Como todos nós sabemos, um assunto que era negligenciado pelas empresas e que eclodiu durante a pandemia e, agora, no “quase” pós-pandemia, é a saúde mental dos colaboradores.

Ser uma Mulher Assertiva no Mundo Contemporâneo

O mundo dos negócios tem sido cada vez mais impactado pela presença feminina exercendo as mais diversas funções.
Cada vez mais as empresas colocam a assertividade como um requisito para as mulheres em cargo de gestão.

A arte das perguntas poderosas e transformadoras!; skills de liderança para o século XXI

O filósofo ateniense Sócrates do período da Grécia Antiga (469 a.C. – 399 a.C.) nos deixou um legado magnífico através da maiêutica (“parto de ideias”), mais conhecida como método socrático ou a arte das perguntas poderosas e transformadoras. Perguntas devem estimular a ação, gerar opções, criar comprometimento e propiciar autoconhecimento e heteroconhecimento.

Soft Skills – Habilidades e Competências na Era da Disruptura

Trabalho com “soft skills” há mais de 30 anos e ensino há 12 e é incrível como se está falando nesse tema agora. Recentemente a Forbes Brasil divulgou: “Segundo o estudo do site de recrutamento CareerBuilder, em 2021, 77% das empresas acreditavam que as habilidades emocionais eram tão importantes quanto as técnicas no dia a dia de trabalho. E, em 2022, a tendência é que elas ganhem ainda mais força.

O céu não é o limite, por Lú Baum

Quando um ano inicia, é natural ter expectativas e anseios em relação a tudo o que será realizado. No entanto, conforme os dias vão passando, essas expectativas podem ser frustradas, seja por contratempos ou simplesmente porque não eram realmente factíveis nesse espaço de tempo, ou até talvez a meta que determinamos realizar é intangível à nossa realidade, e muitas vezes não conseguimos compreender e conviver com suas fragilidades e conflitos.